Amor

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012 23:23 Postado por Arielle Gonzalez
Demora, mas um dia a gente aprende. Seja com lágrimas de dor ou alegria, uma hora algumas coisas passam a fazer sentido.

Uma porção de ações indispensáveis para sobreviver acontecem sem esforço, são feitas quase sem querer. É instinto, misturado com reflexo involuntário, escolhas, acaso, hábito e mais um punhado de variantes que fogem do nosso conhecimento.

A gente respira, come, dorme, toma banho, faz as necessidades, pratica sexo e ninguém precisa nos lembrar de fazer nada disso, pelo menos não com a maioria das pessoas. Na última quarta-feira (01.02) eu descobri que o amor também acontece assim. A vida anda uma bosta repleta de medos, suposições, inseguranças, rasteiras, mas nunca deixou de ter sorrisos, abraços, risadas, danças, mergulhos, conversas...

Há quem acredite que tudo isso não passe do equilibrio universal, até pode ser. Acredito que a resposta seja muito mais simples: a vida é feita de gente. Que escolhe ficar ou partir ou é levada ou inconstante. Não importa. São essas pessoas que fazem viver valer a pena mesmo quando a conta bancária diz o contrário e o coração pede descanço. É essa gente que faz o amor acontecer sem ninguém ver.

Eu sou carente e sinto falta do amor de quem não pode mais oferecer e imploro por atenção de quem não vale nada e reclamo por reclamar e a vida continua. Mas sabe aquele amor do melhor tipo, aquele que é de graça, não pede nada em troca e deseja apenas o melhor? Desse eu tenho muito! E sentir tanto amor concentrado no mesmo lugar é indescritível. Faz o próprio coração bater com mais vontade por reconhecimento. Ninguém precisa falar se declarar, basta apitar, gritar apoio sem usar palavras de verdade, bater palma e deixar claro pelo olhar que estamos juntos nessa caminhada.

1 Response to "Amor"

  1. Anônimo Says:

    Não só apitei, gritei e bati palma, como também chorei (escondido).

    E de uma frase eu nunca vou esquecer: "suas mensagens vem na hora que eu mais preciso". Quando a gente ama, é o simples que faz valer a pena. Acredite no simples que eu tenho a te oferecer.

    "estamos juntos nessa caminhada". s2

Postar um comentário