Então me deixa

quarta-feira, 3 de agosto de 2011 06:18 Postado por Arielle Gonzalez
Eu não caibo em mim. Algo aconteceu enquanto eu não prestava atenção, parece que a alma encolheu e agora está sobrando espaço nesse corpo. O vazio toma conta de tudo, desde o pensamento até o peito. O olhar vago entrega a falta de rumo. As velhas músicas já não me servem mais. Enjoei do mundo e de mim. Cansei de viver nesse eterno looping, fazendo sempre as mesmas merdas e fingindo não reparar. Cometendo os mesmo erros e apagando as páginas escritas para reescrever a mesma história, esquecendo de mudar a trama, os personagens, as escolhas, os medos, o fim. 

Não suporto a ideia de continuar sendo a pessoa deixada para trás, a pessoa que corre atrás, a pessoa que se perdeu em algum lugar do passado de várias outras pessoas. Sem perceber me coloco no papel de vítima, aquela que se esforça, faz tudo certo e só se fode. Tadinha. Chegou a hora de permitir que a maré me leve, para qualquer lugar. 

O que incomoda é o silêncio. A ansiedade. A mágoa. São planos e sonhos que morrem antes de ganhar forma. É essa tal de vitória que não chega.

0 Response to "Então me deixa"

Postar um comentário