Nostalgia feelings

domingo, 16 de maio de 2010 04:03 Postado por Arielle Gonzalez



Conheço uma música que diz "eu não consigo ser alegre o dia inteiro". Ninguém consegue, eu sei.
E li outro dia o seguinte texto: "Tenho desistido da ideia de eterna felicidade. Desisti. Os momentos que a gente chama de bons momentos só são chamados assim porque existem também aqueles que queremos esquecer. Bons momentos são bombas de endorfina que amolecem os espinhos que nos insistem em perfurar as partes onde nossa pele é mais fina. E essas partes são muitas, principalmente quando estamos despidos de armadura (sempre?). Tendo isso em mente, faço o que está ao meu alcance para que esses momentos sejam numerosos, visto que eles jamais são duradouros. Endorfina vicia." Verdade também, certo?
Tem manhãs que ouvir o alarme do celular, Back in Back – ACDC, me entristece. É lógico que acordar cedo não é e nunca será o momento mais esperado do meu dia. Mas foi preciso alguns meses para entender que isso ia além da superfície. Não era uma tristeza sem fundamento, para variar. Sinto falta do meu antigo despertador. Aquele com alarme personalizado, que dizia “Bom Dia Vietnã” e desligava meu ventilador. Não é a música que me entristece, é a voz que mudou. A ausência que começa a mostrar as garras ali. O que me mata não é a falta do café pronto e do pão torrado, é levantar da cama sentindo que mais uma vez tem alguma coisa faltando. A impressão de que alguma coisa ficou adormecida lá e não quer levantar mais.

“Antes eu sonhava, agora já não durmo.”
Sentir saudade cansa.

0 Response to "Nostalgia feelings"

Postar um comentário